CREME PARA ESTRIAS | Receita rápida e fácil para prevenção e cuidados

Atualizado: 24 de mai. de 2021




As estrias, também conhecidas como striae distensae por aqueles que trabalham na área da saúde, são caracterizadas pelo rompimento de vasos sanguíneos e rompimento das fibras elásticas, que podem evoluir para fibrose. Ficou curiosa para saber o que todos esses termos significam, quais são os tipos de estrias existentes e como tratá-las naturalmente? Acompanhe nosso texto!


“As estrias são na verdade pequenos versos que compõe um poema único…o corpo de uma mulher. Mas nem todos entendem de poesia” -

Ney Mombach


gif

Estrias: por que as tememos tanto?


As estrias surgem após o estica


mento da pele. Há o rompimento de fibras elásticas e colágenas que são produzidas pelo nosso corpo. Elas são as responsáveis pela elasticidade e sustentação da nossa pele. Isso pode acontecer por efeitos hormonais, estirão de crescimento na adolescência e também pelo efeito sanfona (causado pelo ganho de peso e emagrecimento ou pela gravidez) que as mulheres tanto conhecem e temem! Essas cicatrizes atróficas não causam nenhum dano médico significativo, mas podem desestabilizar o emocional de muitas pessoas por se tratar de uma característica não estética.


Muitas meninas têm o costume de esconder as estrias por vergonha, pois querendo ou não, ainda há muito preconceito tanto da parte dos homens, quanto da parte das próprias mulheres, em julgar o corpo alheio. Muitos ainda julgam ser coisa de quem está acima do peso ou de pessoas que não têm o “mínimo cuidado com seus corpos”, mas isso é uma mentira e deve ser eliminada de seu pensamento agora! Infelizmente, não temos o controle dos nossos fisiológico, não podemos controlar quando haverá um estirão de crescimento ou um problema hormonal em nossas vidas. Até mesmo aquelas pessoas que mais se cuidam possuem estrias.


Temos que parar de julgar o próximo e passar a se colocar no lugar do outro. Afinal de contas, ninguém sabe a dor do próximo, só sabemos da nossa. Outra coisa que fez o assunto “estrias” virar um tabu foi a mídia, que escondeu as “falhas” de seus artistas com editores de imagem e vídeos. Por isso, não se sinta para baixo quando aparecer uma estria. Sinta-se agradecida! Além disso, hoje há muitos tratamentos estéticos que podem ser associados aos tratamentos naturais (cremes, argilas, hidratantes, etc), como a carboxiterapia, microagulhamento com ativos que estimulam a produção de colágeno e elastina, microgalvanopuntura, entre outros.


Tipos de estrias


Você sabia que existem diferentes tipos de estrias? Não podemos passar a receita sem abordar um pouco deste assunto. Elas são classificadas entre vermelhas ou rubras, brancas e nacaradas. Alguns aspectos das estrias que você precisa saber:

  • 40 - 70% das estrias ocorrem na puberdade e 70% - 90% em mulheres grávidas;

  • Sua etiologia ainda é incerta, tornando o tratamento um desafio;

  • Principais localizações: braços, quadris, abdômen e região lombossacra.


Estrias vermelhas ou rubras


Fonte foto: https://br.pinterest.com/pin/594475219554891482/


São lineares, possuem aspecto inflamatório e coloração rosada (rompimento de pequenos vasinhos sanguíneos e distensão das fibras elásticas). Algumas pessoas sentem dor local.


Estrias brancas


Fonte foto: https://br.pinterest.com/pin/390265123966755907/


Possuem um aspecto cicatricial com linhas flácidas e de uma coloração esbranquiçada. Nesse caso, as fibras elásticas se romperam ou estão se rompendo e toda produção de colágeno está desorganizada.




Estrias nacaradas


Fonte foto: http://femininanutriestetica.blogspot.com/2011/02/estrias-sao-cicatrizes-que-ocorrem-na.html


Possuem flacidez local, com pregas e fibras elásticas todas rompidas. Neste caso, a lesão está evoluindo para fibrose, sendo de difícil tratamento.


Como evitar o surgimento de estrias?


É muito difícil saber se você terá ou não estrias, mesmo sendo uma jovem adulta que ainda não é mãe ou você homem que está com o shape em dia. Como vimos acima, a estria é uma condição que possui sua etiologia incerta, podendo ser até mesmo genética. Para evitar o surgimento das mesmas, vamos dar algumas dicas:

  • Mantenha um estilo de vida saudável, com uma alimentação balanceada e prática de exercícios físicos;

  • Não se esqueça de hidratar a pele, isso é MUITO importante;

  • Tente manter um peso certo e evitar que o mesmo oscile;

  • Faça massagens locais (com o hidratante, bem como óleos para o corpo);

  • Beba muita água.



Benefícios dos ingredientes